NOTÍCIAS



Morre Ciclista de ONG Rodas da Paz

Postado por: Ronald Santi / Fonte G1 Data: 23/10/2017

Raul Aragão de 23 anos, morreu na madrugada de domingo, após ser atropelado no DF, enquanto pedalava da faculdade para sua casa.

O ciclista era coordenador da ONG Rodas da Paz, que atua no Distrito Federal, e tem como objetivo reagir à violência e ao crescente número de acidentes e mortes no trânsito do Distrito Federal. Desde então, trabalha com a promoção da mobilidade sustentável, plural e pacífica, como direito de todo cidadão.

O pai da vítima vê o acidente como uma fatalidade, e diz que a maior parcela de culpa é da própria sociedade, que ao privilegiar o carro cirando vias velozes para ele, dificulta o deslocamento a pé ou bicicleta.

O jovem que conduzia o carro, tinha apenas 18 anos e não apresentou sinais de embriaguez.

                                   Carro após colisão com o ciclista. Créditos: Polícia Militar / Divulgação

 

                                                                     Foto da bicicleta de Raul. Créditos: Polícia Militar / Divulgação

 

De acordo com os amigos de Raul, ele era muito dedicado aos trabalhos da ONG, e apesar de ter carro, majoritariamente usava a bicicleta como meio de transporte. Contrastando com o que pregava e defendia, o acidente envolvendo Raul, nos faz mais uma vez levantar a questão da bicicleta como meio alternativo de transporte. Além do bem estar e da saúde, uma melhoria significante no transito aconteceria caso o número de usuários de bicicleta como meio de transporte aumentasse.

Infelizmente, no Brasil como um todo, o carro ainda é um transporte predominante por diversos fatores. Desde a geografia do nosso país (por exemplo Belo Horizonte, onde nós da Bike Check moramos) e até mesmo a falta de incentivo para pedalar, aliada muitas vezes com a falta de segurança, tanto por medo de ser assaltado e ter sua bike roubada, quanto pela própria falta de ciclovias.

Segue abaixo um mapa Cicloviário da nossa cidade, que está disponível no site http://www.bhemciclo.org/mapaciclobh/ e com ele podemos ver o quão precário são as ciclovias nessa cidade.

Nossa equipe deseja a toda família do ciclista os mais sinceros sentimentos, e fica nossa homenagem, através desta notícia, em forma de conscientização e fortalecimento do respeito dos motoristas com os ciclistas!



VEJA MAIS